segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

PREFEITO DO RIO PEDE AJUDA A MÃE DE SANTO


PREFEITO DO RIO PEDE AJUDA A MÃE DE SANTO
Nem bem começou a governar a cidade do Rio de Janeiro e o Prefeito Eduardo Paes, já mandou chamar a mãe de santo que “fazia” a cabeça do prefeito anterior. Na edição de “O Globo” de sábado dia 24 de janeiro, ele mandou chamar a chefe do centro espírita cobra coral, para dar “assessoria” a respeito das chuvas que caem sobre a cidade.
Assim como seu antecessor, Eduardo Paes crê piamente que a tal mãe de santo, invocando seus orixás pode controlar o tempo no Rio de Janeiro.
Isto decorre da total ignorância do inexperiente alcaide acerca dos temas espirituais. Deveria se preocupar com assuntos da cidade, que, aliás, está precisando muito de uma transformação geral, em seus aspectos de saúde, educação e segurança. Sem falar no visual comprometido pelos inúmeros pontos de lixos e nos buracos que se espalham em nossa metrópole.
Alguém precisa urgentemente informar a V.Exa. que os cidadãos desta cidade não são estúpidos. Nós não elegemos demônios para nos governar. Elegemos um homem, e é por ele que pretendemos orar, para que faça um bom governo. A invocação de espíritos malignos não fazia parte de sua campanha. Até porque, se fosse mote de campanha, com toda certeza teria perdido para o outro candidato.
Nenhum cristão, evangélico ou católico, daria seu voto, se soubesse que o prefeito que iria governar nossas vidas, pretendesse invocar espíritos para ajudar a governar a cidade, a partir do controle do tempo.
Como cidadão, morador desta cidade, quero avisar ao Sr. Prefeito, que respeitamos o seu mandato, que foi conquistado legitimamente nas urnas, e portanto, não podemos despedi-lo. Não podemos tirá-lo co cargo.
Todavia, quanto aos espíritos malignos que forem convocados para tomarem decisões ou influenciarem o tempo nesta cidade, o prefeito pode ter a certeza que VAMOS EXPULSÁ-LOS DE NOSSA CIDADE.
Vamos fazer campanhas de oração, jejuns, e batalhas espirituais para manter a cidade limpa da influência das trevas.
E prefeito, quando precisar de ajuda espiritual, não chame espíritos malignos. ORE A DEUS E PEÇA SABEDORIA PARA GOVERNAR UMA CIDADE COMO O RIO DE JANEIRO. E SE PRECISAR DE MILAGRES NA ÁREA DO TEMPO, SEJA CHUVA OU SOL, DEUS TAMBÉM PODERÁ ATENDÊ-LO.
Mais uma coisinha, prefeito: O VERDADEIRO DONO DESTA CIDADE É O SENHOR DEUS, O TODO PODEROSO.
Se acreditar nisto, poderá sair aplaudido no final do seu mandato. Se não acreditar e fizer pouco caso, com certeza sairá da mesma maneira que o seu antecessor.

Um comentário:

NR disse...

Parece que o Sr.Prefeito anda tropeçamdo nas própiras pernas. Cudado, para não cair, porque se cair, o tombo vai ser feio! Imagina só, ignorar a voz ressonante do povo cristão que clama pela benção de Deus nessa cidade, parece até se tratar de um leigo que está por fora do número expressivo de pessoas que participam de grandes movimentos gospel nas ruas, na hapoteóse ou mesmo no maracanã. Somos uma massa com cada vez maior abertura na mídia (o 4º poder do Brasil) e mais expressão. Mas onde se achará a sabedoria, não é mesmo? "O homem não conhece o valor dela e nem sabe que não se pode achá-la na terra dos viventes..."(Jó28:12,13), certamente ele sabe que "não há homem algum que tenha domínio sobre o vento para o reter" como está escrito em Ec7:8, para ele ter recorrido à entidades malígnas é porque ele tem noção disso, mas o que ele ainda não sabe é o que está escrito no livro de Jó 28:26-27, Ele, o Deus criador do Céu e da terra, "determinou leis para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões". É Ap. Ventura, que fiquemos de olho bem aberto.